sexta-feira, 17 de julho de 2015



Missão Shemá de 9 a 12 de julho, em Albernoa

À descoberta da infinitude do amor de Deus em nós e por nós…

Num mundo sedento de amor, trinta jovens, uma criança de cinco anos e os Irmãozinhos S. Francisco de Assis, partiram rumo a Albernoa no desafio de descobrir a essência do amor, escondida nas pessoas mais fragilizadas e desvalorizadas na sociedade de hoje em dia, os chamados “velhos”, “os farrapos”, aqueles que parecem já nada dar para a evolução da sociedade…que engano, que erro crasso, que olhar invertido sobre o mundo em que vivemos, que pobreza interior em que ficamos, quando nos esquecemos que aqueles homens enfraquecidos e aquelas mulheres envelhecidas, foram braços fortes e corações corajosos que ajudaram a construir o chão em que hoje muitos de nós andamos…durante cinco dias, todos, sem exceção, tivemos a graça de acariciar rostos enrugados pelas suas historias de alegrias e tristezas, de ganhos e perdas…como recompensa tivemos os privilegio de aumentar as enciclopédias das nossas vidas, com páginas de muitas destas vidas, tivemos a honra de rir e chorar junto deles, de os alimentar, relembrando como muitos avozinhos nos acolheram e alimentaram e cuidaram enquanto crianças, dançamos e cantamos para eles e com eles, tornando assim estreita as nossas diferenças de idades…como foi importante olharmos para aqueles idosos e refletirmos sobre os nossos pais, avos e até mesmo sobre o nosso dia de amanhã…
Partimos com uma ideia de dar amor a tantos idosos e voltamos preenchidos com a certeza que recebemos tanto mais do que levamos…

Durante estes cinco maravilhosos dias tivemos também brilhos de muitas crianças a iluminar o nosso dia, crianças simples, alegres, simpáticas, divertidas, mas o mais importante e fascinante, crianças sedentas de Jesus…como foi esplendido reconhecer Jesus no gesto de cada criança…

Muitas palavras escritas, tornar-se-iam apenas uma gota, para expressar a imensidão de amor que se fez sentir em Albernoa, entre os dias 9 a 12 de julho de 2015…o amor não se esgotou, não está escasso, ele permanece vivo, forte e capaz de transformar vidas, mas é preciso estar atentos, largar egoísmos, amarras, solidões e partir…partir em direção ao outro, numa tentativa de lhe levar um pouco do nosso melhor…basta esse pequeno gesto e ganhamos nesse momento o melhor do outro…e assim se constrói o amor, assim se destroem barreira, assim encontramos a imensidão do amor de Deus em nós e por nós…
                                                                                                      Jovens Shemá- Vera Roque

Sem comentários: