terça-feira, 18 de novembro de 2014

           Fado em tons de Outono
 


Fado, cantar de saudade. E hoje cantar de solidariedade.
Fado, desculpa perfeita para mais um encontro de amizade e solidariedade para com aqueles queridos Irmãozinhos que tão bem nos sabem receber. De braços abertos e sorrisos no olhar.
Saudade, palavra única e bem portuguesa que transmite todo um sentimento na voz.
O palco estava enfeitado com xaile e guitarra a lembrar o fado. Ao lado, a mesa preparada para qualquer caminhante que fosse a passar. A tijela da sopa, o jarro de vinho, a espiga de trigo, as alfaias agrícolas, tudo a lembrar quem somos. Alentejanos de coração. Não faltaram as castanhas pois o S. Martinho também estava ali. Em cima da mesa o candeeiro a petróleo com a chama da esperança a iluminar a noite.
As mesas também lembravam o fado. Enfeitadas com velas e flores, cada uma identificada com o nome dos vários fadistas portugueses. Lindo!
Sala cheia e olhares expectantes. Fez-se silêncio.
Trinam as guitarras, ecoam as vozes dos nossos fadistas. O palco encheu-se de juventude.
Foi com agradável surpresa que escutámos vozes tão jovens e tão bonitas, e descobrimos quanta beleza e entrega nesta maneira de cantar. Há emoção e alegria no ar. Emoção pelo momento, pelo som das guitarras, e pelas vozes fantásticas que pudemos ouvir. Alegria por nos ter sido dada, mais uma vez, a possibilidade de mostrarmos o quanto solidários conseguimos ser.
Nos intervalos tivemos oportunidade de saborear os vários petiscos alentejanos que tanto agradaram aos nossos amigos lisboetas. Também houve também caldo verde e linguiça assada, sangria para animar e aquecer as vozes, que em coro se elevaram com todos aqueles que sabem ser solidários, que sabem dar o coração aos outros Irmãos. Não faltaram as fotos para registar mais um momento maravilhoso e único neste sábado, 15 de Novembro, no Clube da Força Aérea em Beja.
Calou-se a guitarra, fez-se silêncio.
Voltámos a casa, e no coração levamos saudades pelos bons momentos vividos nesta noite. E a cantarolar, lembramos melodias de Outono em tom de fado.
Muito obrigada às nossas Amigas organizadoras de mais este evento. Estão, mais uma vez, de parabéns. Bem hajam.
E aos nossos queridos Irmãozinhos agradecemos a amizade e ternura com que sempre nos sabem acolher. Que Deus vos ilumine.
Ju
Queluz, 16 de Novembro de 2014

Sem comentários: