segunda-feira, 1 de setembro de 2014


Plano de meditação diário
 
Evangelho Segundo S. Mateus   (Mt 5 , 1 - 7)
Ao ver a multidão, Jesus subiu a um monte. Depois de se ter sentado, os discípulos aproximaram-se dele. Então tomou a palavra e começou a ensiná-los, dizendo:
«Felizes os pobres em espírito,   porque deles é o Reino do Céu.
Felizes os que choram,  porque serão consolados.
Felizes os mansos,  porque possuirão a terra.
Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Felizes os puros de coração, porque verão a Deus.
Felizes os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Felizes os que sofrem perseguição por causa da justiça,  porque deles é o Reino do Céu.
Felizes sereis, quando vos insultarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o género de calúnias contra vós, por minha causa. 12Exultai e alegrai-vos, porque grande será a vossa recompensa no Céu; pois também assim perseguiram os profetas que vos precederam.»
 
 
Dia 1
Bem-aventurados os pobres em espírito,
porque deles é o reino dos céus.
 
 
Meditação
Ao falarmos em pobres, não nos referimos àqueles que não têm dinheiro. Este nunca nos levará à felicidade plena. Aqui o sentido dado à palavra pobre é a pessoa humilde; sincera... e, por sua vez, honrada, justa e piedosa. Desta forma, vive aberta à vontade de Deus na sua vida e liberta-se do ego e da vaidade. Em suma, se encontro a felicidade plena em Jesus Cristo porque me agarro tanto às coisas materiais? Respondo fielmente, e com humildade, a Deus Pai, ou por outro lado, deixo-me levar pelos bens materiais?
 
 Oração
No teu cantinho de oração, e em silêncio, procura responder a estas questões:
Onde tenho procurado a minha felicidade?
Tenho sido capaz de abdicar do meu orgulho e libertar-me do meu ego?
Quem é, realmente, feliz?
 
 
 

Sem comentários: