domingo, 20 de julho de 2014

E Deus fez-se presente...
Um testemunho...



“ Ó beleza sempre eterna e sempre nova, tarde vos amei, tarde vos amei”
                                                                                       Stº Agostinho

  Dia 4 de Julho de 2014, Turcifal
 Início de um reencontro maravilhoso, tão desejado por mim, tantos obstáculos ultrapassados, tantas dificuldades para estar no retiro, mas Tu tomaste a iniciativa de me chamares a estar contigo e não desististe, tudo se resolveu, mesmo no último momento, Tu chamavas!
Eu tinha mesmo que ir e fui!
E assim começou o nosso reencontro, vim a saber que no início da minha criação tu estavas presente, quiseste que eu viesse ao mundo (o que foi complicado) e escolheste-me para uma dura tarefa, porquê eu?
Perguntei-me tanta vez e a resposta surgiu uma vez ao ouvir “ …tu fixaste meus olhos e quiseste meu nome chamar…”; e aí entendi e aceitei.
Depois ao longo de tantos anos, tentei testemunhar o Teu Amor, a Tua Presença, a Tua Palavra, através dos meus gestos, da minha presença, das minhas humildes palavras, mas sentia que eras Tu que te fazias presente em mim junto de tantas pessoas, e ao longo de tanto tempo, agora sei que eu sozinha nunca conseguiria fazer nada, Tu estás mesmo em todo o lado!
E nós tolos a procurar-te em acontecimentos extraordinários, mas Tu és suave, discreto, no entanto nos últimos tempos tenho sentido uma horrível escuridão, falta de paz, medo, (doenças, desemprego, inseguranças) que muito sofrimento me tem trazido, acalmei um pouco quando li a biografia da Beata Madre Teresa de Calcutá e aprendi a esperar, mas sempre receosa.
 Tantos estudos, tanta formação, tanta teologia e nada e o tempo a passar e eu a falar de Ti aos outros e tonta procurava-Te e nada!
Agora sim, este ano sim! Não sei qual o momento exato em que aconteceu o nosso reencontro, foi acontecendo, suave, discreto, o caminho foi sendo aberto ao longo dos dias com, a ajuda das maravilhosas palavras gestos, sorrisos, olhares, lágrimas, do Irmão Domingos, do Irmão José Domingos e da carismática Irmã Teresa, da presença discreta e atenta a todos os pormenores do Irmão Paulo, da contagiante alegria e jovialidade do Irmão Ricardo que recebeu o dom de falar de Ti a cantar e de assim nos elevar a alma numa oração plena de espiritualidade e riqueza de mensagem, dos momentos de reflexão, e depois forte, muito forte primeiro num prado verdejante, depois culminando no grande momento da Adoração, Tu tocaste-me e eu também Te toquei, como eu queria tocar-Te ! Como aquela mulher que tocou no Teu manto, mas sempre me achei indigna de tamanha  graça, mas Tu levantas-te o meu braço e toquei-Te e eu reencontrei-Te ao fim de tanto tempo !
Que paz, tranquilidade, sinto agora a Tua força em mim.
 Contigo tudo posso!                                                                                                            
“ Meu Deus e meu tudo! ” (S. Francisco)
Agora sei que sempre estiveste comigo, eu não Te sentia porque tinha o coração fechado demasiado em mim mesma, mas eras Tu que me colocavas as palavras certas nos meus lábios para testemunhar o Teu amor, que gerias os meus gestos, o meu olhar, as minhas palavras aos outros, nunca desististe de mim!
Tu estavas no sorriso e abraços da minha neta, no olhar dos meus filhos, na compreensão do meu marido, na paciência do Ir. Zé, nas flores que rodeiam a minha casa, nas aves que fazem concertos maravilhosos, junto da minha janela na alvorada do dia, nas árvores que crescem imponentes e silenciosas ao meu redor.
 No último dia do retiro, de manhã veio ter comigo uma pessoa que me disse algo extraordinário: “… hoje está tão bonita! (Eu!). Mas depois acrescentou, olhe à nossa volta estão todos tão bonitos!” E olhei e vi com os olhos do coração, tal como ela! Na verdade estávamos todos, belos, luminosos, o Teu Amor resplandecia nos nossos rostos, maravilhados, alegres e ao mesmo tempo tranquilos. 

 

“ Ó beleza sempre eterna e sempre nova, tarde vos amei, tarde vos Amei ”
 Vós chamastes e gritastes, e rompestes-me a surdez!
                                                                                              Sto Agostinho  

 

                                                                                          Bem Hajam   
                                   Um abraço com muita gratidão e amizade para todos.
                                                                                                 Leonor Teixeira Mestre                  

Sem comentários: