quarta-feira, 13 de junho de 2012

Dom de Deus, um bem para todos!

«Doação Perpétua» em Fraternidade

Há acontecimentos cujas memórias perduram para lá de qualquer tempo. E por isso é sempre actual a lembrança do que celebrámos com imensa alegria e vivemos com intensa felicidade, do que recebemos como dom de Deus e partilhamos como um bem para todos. 

A celebração da «Doação Perpétua» do Ir. Paulo Nunes e do Ir. Ricardo Borges, na Fraternidade dos Irmãozinhos de São Francisco de Assis, é um desses raros momentos espirituais da nossa história em Igreja, na Diocese de Beja, terra abençoada do Alentejo, que merece justamente ser lembrado com profunda gratidão a Deus. 

Aqui deixamos, ao vosso olhar de fraterna amizade, algumas das imagens significativas da celebração eucarística, presidida por D. Fr. António Vitalino Fernandes Dantas, Bispo de Beja, no passado dia 29 de Abril de 2012, em Vila de Frades, e durante a qual o Ir. Paulo e o Ir. Ricardo expressaram com determinação e fortalecida vontade a sua «Doação Perpétua» a Cristo, na Sua Igreja, ao serviço do povo.




“O AMOR TEM DE SER AMADO”

No meu coração ressoa um forte grito de LOUVOR pela beleza do AMOR que o SENHOR me concedeu no dia 29 de Abril, o dia da entrega da minha VIDA para sempre. É um pouco difícil descrever os sentimentos profundos que este dia trouxe para mim, para os meus Pais, para a FAMILIA FISFA e para tantos amigos que quiseram estar presentes. Confesso que no momento em que me prostrei por terra senti o meu nada diante de DEUS, pois ainda hoje pergunto ao SENHOR porque escolheu um barro tão frágil para moldar. Depois de DOAR a VIDA nas mãos dos Irmãozinhos fundadores apeteceu-me gritar ao Mundo as MARAVILHAS do SENHOR. Pois após esta entrega total a FRATERNIDADE entregou-me um símbolo de um significado fantástico: a ALIANÇA, sinal visível de UNIDADE e de FIDELIDADE, assim como a entrega da PALAVRA, que deve fazer-se VIDA na nossa MISSÃO DE NOVA EVANGELIZAÇÃO. Permitam-me um pequeno desabafo: “a Doação perpétua não veio alterar nada na minha entrega SEM LIMITES na FRATERNIDADE, pois desde o dia em que o SENHOR começou a escrever a “nossa” HISTORIA de AMOR, lancei-me na AVENTURA do AMADO.” “Só somos na verdade felizes quando sentimos que vivemos em fidelidade ao SIM que demos a DEUS” (da Regra fisfa). Na minha condição sou MUITO FELIZ. Na Igreja e no mundo quero continuar com todo o entusiasmo e alegria do meu coração a ser CRISTÃO e continuarei a gritar ao mundo: “O AMOR TEM QUE SER AMADO” (da regra fisfa). E assim o SENHOR continuará a escrever a “nossa” HISTÓRIA de AMOR. PAZ e BEM!
Ir. Ricardo Borges


SÓ O AMOR DÁ SENTIDO À NOSSA VIDA…

A linguagem humana tem dificuldade em exprimir a Deus os sentimentos que nascem no mais profundo de nós próprios. Penso que todas as palavras não bastam para manifestar o que vivi no dia 29 de Abril na minha «Doação Perpétua»…desde os cânticos, os arranjos florais, os amigos, tudo me falava da Sua presença Amiga. Um dos momentos mais fortes para mim foi quando li a fórmula do compromisso e disse: “Para toda a minha vida…” Nesse momento senti um “forte abraço de Jesus” e em segredo deixei cair uma pequena lágrima pelo rosto… Surgem instantes em que Deus é mesmo Tudo em nós… O que dizer mais… não sei…só sei que Deus continua e continuará a ser a minha meta, Aquele que eu quero seguir e principalmente AMAR… Agradeço a Deus por fazer esta história comigo, agradeço à minha família por me ter dado a vida e agradeço a cada um de vós por fazerem parte desta história de AMOR que Deus faz comigo. Peço que rezem por mim, para que eu seja fiel à minha vocação e principalmente seja uma pequena luz neste Alentejo…
Sempre Amigo
Ir. Paulo Nunes

Sem comentários: