quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Dai Glória a Deus...



Nasceu na Amadora a 15 de Junho de 1843, tendo sido baptizada na Igreja de Nossa Senhora do Amparo, Benfica, a 2 de Setembro do mesmo ano. Perdeu a mãe, vítima de cólera morbus, em Maio de 1856. O pai viria a falece em Dezembro do ano seguinte, de febre amarela.
Acabou por entrar no Internato da Ajuda, destinado a órfãs de famílias nobres, em Outubro de 1857. Pela expulsão das Filhas de Caridade francesas, em Maio de 1862, acabou por deixar o Internato e ser recebida em casa dos Marquese de Valada, onde habitou durante cinco anos.
Viria a recolher-se, posteriormente, junto das Irmãs Capuchinhas Concepcionistas, no Pensionato de São Patrício, orientado pelo Padre Raimundo dos Anjos Beirão. Neste local percebeu o chamamento do Senhor e recebeu o hábito de Capuchinha, em 1869, tomando o nome de Irmã Maria Clara do Menino Jesus.
Foi enviada para a cidade de Calais, em França, a 10 de Fevereiro de 1870, para fazer o Noviciado, na intenção de vir a fundar em Portugal uma nova Congregação. E foi exactamente em França que professou, no dia 14 deAbril de 1871, regressando a Portugal a 1 de Maio desse ano. Fundou a primeira Comunidade em São Patrício, Lisboa, a 3 de Maio de 1871 e, cinco anos depois, a 27 de Março de 1876, a Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição seria aprovada pela Danta Sé.
A partir daí, abriu grande número de casas para recolher pobres e necessitados, em Portugal Continental, e enviou Irmãs para Angola, Índia, Guiné e Cabo Verde.
Morreu em Lisboa, a 1de Dezembro de 1899, depois de uma vida inteiramente dedicada à caridade. Foi sepultada três dias depois no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa, num funeral que foi acompanhado por uma enorme multidão de fiéis que reconheciam a sua santidade.
Repousa hoje na Cripta da Capela da Casa-Mãe, em Linda-a-Pastora, concelho de Oeiras, onde acorrem inúmeros devotos a implorar a sua intercessão.

No passado dia 21 de Maio, a Ir. Maria Clara do Menino Jesus foi beatificada e celebramos hoje, pela primeira vez a sua Solenidade. Que todos nós saibamos acolher Jesus ao exemplo da Mãe Clara e nos saibamos "dar sem medida" aos que mais precisam.


Beata Maria Clara do Menino Jesus, rogai por nós

Sem comentários: